A toxicodependência deve ser entendida na sua realidade bio-psico-social. Consideramos a toxicodependência como uma doença que tem por trás uma pessoa que sofre e uma família que se destrói. Este sofrimento potencia a possibilidade da recaída ou a desmotivação para o tratamento.

Há que dotar o ser humano de capacidades, ferramentas e estratégias que permitam uma gestão equilibrada das emoções que resultam das exigências do dia-a-dia. O sofrimento é parte integrante da vida, como tal é fundamental saber elaborá-lo, caso contrário o ser humano entra em ruptura emocional. A droga funciona, muitas vezes inconscientemente, como uma fuga/anestesia/alivio à realidade.

A consulta de toxicodependência destina-se aos consumidores e/ou às suas famílias, pois estas, muitas vezes, estão perdidas e sem esperança. O aconselhamento técnico é muito importante para que a ajuda seja mais efectiva.